Normas de Estágio


Título III
Do Estágio Supervisionado

Capítulo I

Da Caracterização

Art 36. O Estágio Supervisionado é uma atividade teórica instrumentalizadora da práxis, situando o Pedagogo como um intelectual em formação e a educação como processo dialético de desenvolvimento do homem historicamente situado.

Art 37. O Estágio Supervisionado é caracterizado como um conjunto de atividades interdisciplinares em situações reais de trabalho tanto em espaços escolares como não escolares não se constituindo em vínculo empregatício.

Art 38. O Estágio Supervisionado no Curso de Pedagogia compreende os seguintes componentes curriculares:

I- Estágio Supervisionado I desenvolvida no 5º período com a carga horária de 150 (cento e cinqüenta) horas;

II- Estágio Supervisionado II desenvolvida no 6º período com a carga horária de 165 (cento e sessenta e cinco) horas;

III- Estágio Supervisionado III desenvolvida no 7º período com a carga horária de 165 (cento e sessenta e cinco) horas.

Capítulo II

Do Campo de Estágio

Art 39. As atividades de Estágio Supervisionado relativas ao ensino serão desenvolvidas em instituições de Educação Infantil, Anos Iniciais do Ensino Fundamental, incluindo a  Educação de Jovens e Adultos, da rede pública ou privada, devidamente autorizadas pelos órgãos competentes.

Art 40. As atividades de Estágio Supervisionado relativas à gestão dos processos educativos serão desenvolvidas em espaços escolares e não escolares que demandem o trabalho pedagógico,  devidamente autorizadas pelos órgãos competentes.

Parágrafo único – o campo de estágio está restrito à sede do curso.

Capítulo III

Do Desenvolvimento das Atividades

Art 41. As atividades relacionadas aos Estágios Supervisionados são assim distribuídas:

I – OEstágio Supervisionado I envolve o estudo, a análise, a problematização, a reflexão e a elaboração de proposição de soluções às situações de ensinar, aprender e elaborar, executar e avaliar projetos de ensino, não apenas na sala de aula mas também na escola e na sua relação com a comunidade.

II – O Estágio Supervisionado II consiste no desenvolvimento de práticas pedagógicas – execução de projetos - que propiciem situações e experiências práticas que aprimorem sua formação e atuação profissional, preferencialmente vinculado a sala de aula.

III - O Estágio Supervisionado III possibilita ao aluno vivenciar a construção de uma visão mais ampla de atuação na escola, na organização do ensino, na comunidade e na sociedade, tendo a flexibilidade de dar continuidade – aprofundando e ou ressiginificando sua compreensão teórico-prática - no espaço escolar, ou conhecer/pesquisar outros espaços que demandem o trabalho pedagógico.

Art 42. As atividades de orientação em sala de aula destinam-se a:

I – discussão dos princípios básicos e a importância do Estágio Supervisionado para a formação profissional;

II- oferecer subsídios teóricos  e metodológicos para a prática da docência e da gestão dos processos educativos  em espaços não escolares;

III- a orientação do aluno quanto ao processo de planejamento, execução e avaliação do Estágio Supervisionado, conforme o programa do componente, aprovado pela plenária do Departamento de Educação;

IV- ao repasse pelo supervisor da caracterização do campo de estágio;

VI- ao fornecimento dos instrumentos a serem utilizados no estágio como fichas, formulários, questionários, legislação e material bibliográfico.

Art 43. As atividades de observação no campo de estágio destinam-se ao conhecimento da realidade do campo de estágio por meio de instrumentos investigativos que possibilitem a articulação entre ensino e pesquisa.

Art 44. As atividades de elaboração de projetos de intervenção destinam-se a intencionalidade do trabalho pedagógico a ser desenvolvido no campo de estágio de acordo com as suas etapas e cronograma definido junto ao supervisor de estágio.

Art 45. As atividades do exercício profissional destinam-se as ações pedagógicas a serem desenvolvidas no campo de estágio na perspectiva de atuação em diferentes contextos educacionais.

Capítulo IV

Da Coordenação do Estágio

Art 46. A Coordenação de Estágio Supervisionado é exercida por um professor efetivo do Departamento de Educação escolhido pelo grupo de professores supervisores de estágio por um período de dois semestres letivos.

Parágrafo único – ao professor coordenador de estágio é atribuída a carga horária de 10 (dez) horas semanais.

Art 47. Compete a Coordenação do Estágio Supervisionado do Curso de Pedagogia:

I- proceder prévio cadastramento e avaliação periódica do campo de estágio obedecido os seguintes requisitos:

a) existência de infra-estrutura, recursos humanos e materiais necessários ao pleno desenvolvimento do Estágio Supervisionado;

b) existência de profissional qualificado para participar da orientação, acompanhamento e avaliação do estagiário;

II- propor assinatura de instrumento legal, tendo em vista as competências da Universidade e da instituição campo de estágio;

III- providenciar, junto a Direção do Campi os recursos materiais e humanos necessários à realização do estágio;

IV- articular-se com a administração das instituições campo de estágio para a solução de eventuais problemas com a participação a Direção do Campi e da equipe de supervisores de estágio, conforme o caso;

VI- avaliar as atividades do Estágio Supervisionado por meio de mecanismos e instrumentos que envolvam os estagiários, supervisores da universidade e dos profissionais do campo de estágio;

VII- apresentar ao Departamento de Educação um relatório semestral de suas atividades;

VIII- realizar periodicamente e quando solicitado por professores encontros pedagógicos com os supervisores de estágio e com os alunos, quando necessário;

IX- organizar e montar arquivos com a documentação do Estágio Supervisionado.

Capítulo V

Da Supervisão do Estágio

Art 48. O Estágio Supervisionado é acompanhado por um professor do Curso de Pedagogia, a quem compete esclarecer aos alunos sobre o significado e os objetivos do estágio orientando sua proposta de execução.

Parágrafo único – o professor supervisor deve, preferencialmente, ser o mesmo no acompanhamento do grupo de alunos para o desenvolvimento do estágio na Educação Infantil, nos Anos Iniciais, na Educação de Jovens e Adultos e na Gestão dos Processos Educativos, exceto por motivos de natureza justificável.

Art 49. É atribuição do professor supervisor de Estágio:

I – orientar os alunos quanto a elaboração do plano ou projeto de estágio a ser desenvolvido durante as fases do estágio;

II - orientar os alunos quanto a escolha da instituição em que o estágio deve ser realizado;

III - fornecer ao estagiário todas as informações sobre o estágio, suas normas e documentação, inclusive a caracterização do campo de estágio;

IV - realizar supervisões sistemáticas para acompanhar e avaliar o desempenho e o envolvimento do estagiário na dinâmica da prática profissional;

V - solicitar do estagiário a documentação referente ao registro das atividades desenvolvidas;

VI - manter a Coordenação de Estágio Supervisionado informada sobre o desenvolvimento do estágio;

VII - efetuar os registros das atividades das fases do estágio no diário de classe, conforme sua execução, inclusive presenças, faltas e notas dos alunos;

VIII - avaliar o desempenho dos estagiários sob sua responsabilidade conforme as normas vigentes na universidade, atribuindo-lhe os respectivos conceitos e notas;

IX - participar das reuniões, cursos, seminários e outras atividades no âmbito da instituição ou fora dela;

Capítulo VI

Do Aluno Estagiário

Art 50. É dever do aluno estagiário:

I – matricular-se nas disciplinas de Estágio Supervisionado do Curso de Pedagogia, obedecido os pré-requisitos necessários ao seu cumprimento;

II - freqüentar e participar ativamente da fase de orientação e realizar as atividades e tarefas das demais fases do estágio;

III - comparecer ao estágio em condições compatíveis e requeridas pela circunstância do estágio e do ambiente escolar;

IV - conduzir-se com urbanidade e probidade em todas as fases do estágio;

V - executar as atividades e tarefas de cada fase do estágio, mediante observação e cumprimento de normas e procedimentos metodológicos adotadas pela Faculdade de Educação;

V - manter o supervisor de estágio informado do desenvolvimento do estágio e comunicar-lhe com brevidade qualquer ocorrência que possa afetar as atividades ou que não esteja prevista no plano;

VII - proceder avaliação sistemática e contínua de suas atividades com a finalidade de aperfeiçoá-las, sempre que necessário;

VIII - elaborar os trabalhos solicitados pelo professor e apresentá-los no prazo estabelecido;

Art 51. É direito do aluno estagiário:

I - receber da do Departamento de Educação formulários, fichas e demais documentos utilizados no estágio;

II - ser encaminhado oficialmente pela Departamento de Educação à instituição campo de estágio;

III - receber assistência e orientação de um supervisor de estágio;

IV - requerer à Coordenação de Estágio, em casos especiais devidamente justificado e comprovado, o adiamento ou antecipação do estágio;

V - recorrer à Coordenação de Estágio contra decisões do supervisor mediante justificativa comprovada;

VI - ser informado previamente sobre os critérios de avaliação do Estágio Supervisionado e dos prazos a serem cumpridos;

Parágrafo único - é vedado ao estagiário realizar o estágio sob supervisão de outro estagiário ou executar o estágio supervisionado em sala de aula de outro estagiário do Curso de Pedagogia.


Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Rua Lauro Maia, s/n, Centro - Patu/RN | 59770-000 | patu@uern.br | (84)3361-2209
© 2012 Agência de Comunicação da UERN - AGECOM | agecom@uern.br | 84 3315-2144 / 3315-2115 | Sistema de Controle de Páginas

^